30 de Julho – É eleito o Papa Vitaliano

0
15

No dia 30 de julho do ano de 657 da Era Cristã (era em que estamos), foi entronado e consagrado papa o nativo de Segni, vilarejo no coração da Península Itálica, Vitaliano (que manteve seu nome de batismo enquanto papa, o que é raro).

O pontificado de Vitaliano é marcado por um estreitamento de relações políticas entre Roma e Constantinopla – o cisma entre a Igreja Católica Romana e a Igreja Ortodoxa Grega ainda era “recente”, e existia no papado a esperança de uma reconciliação entre as duas vertentes. O Imperador bizantino Constante II chegou a visitar Roma e assistir a uma missa do papa.

Outros pontos marcantes do período em que Vitaliano se manteve no Trono de Pedro foram a expansão do catolicismo e a tentativa de cisma da Sé de Ravenna – que se dá mal e volta pra jurisdição da Sé de Roma. O papa enviou núncios (que são embaixadores da Santa Sé, da Igreja Católica) para a Inglaterra, Espanha e Galileia, e quase no fim de seu pontificado os lombardos, tribo germânica que dominava o norte da Itália, converteram-se ao cristianismo.

É atribuída a ele a permissão para o uso do som e do órgão em cerimônias religiosas, o que acontece até os dias de hoje. É considerado santo pela Igreja Católica.

IMAGEM= Pintura moderna representando o Papa São Vitaliano e, na metade inferior, seu encontro com Constante II em Roma.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS