A Batalha de Stalingrado

0
21

“Stalingrado foi o ápice da campanha russa. É verdade que a frente recuou aos pulos e sobre grandes distâncias, mas de maneira irreversível” – Lidde Hart

Stalingrado, cidade situada na margem direita do rio Volga, era um importante entroncamento fluvial e ferroviário que ligava as regiões minerais e petrolíferas do Cáucaso à área de Moscou. Hitler decidiu lançar o peso de sua ofensiva sobre esta cidade não só por motivos estratégicos, mas também políticos. Acreditava que provocaria um profundo abalo moral nas forças inimigas caso conquistasse rapidamente a cidade. As divisões alemãs que atuavam na Rússia foram ampliadas de 184 em junho de 1942 para 193 em agosto/setembro do mesmo ano. Assim, reforçados, deram início à ofensiva.

Em 1941, em pleno desenvolvimento da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha Nazista comandada por Hitler estava no auge de suas conquistas militares. Então, os alemães e seus aliados invadiram a União Soviética, em junho deste ano, na chamada Operação Barbarossa, cujo objetivo era invadir e conquistar a União Soviética.
Até o inverno de 1941, as forças do Eixo obtiveram várias vitórias em solo soviético. Com a chegada do rigoroso inverno, os alemães começaram a sucumbir, apresentando perdas significativas. O plano de conquistar Moscou teve que ser deixado de lado, sendo que os alemães recuaram para concentrar energias para o verão de 1942. Foi neste contexto, que os alemães e seus aliados tentaram conquistar Stalingrado em julho de 1942.

Os alemães conseguiram obter, na fase inicial da batalha, resultados positivos após bombardeios da Luftwaffe (força aérea alemã) sobre a cidade de Stalingrado. O passo seguinte seria a tomada da cidade pelas forças terrestres.

Porém, os alemães não contavam com a força de resistência soviética, que tinham as vantagens de conhecer muito bem o território e estarem bem preparados para o inverno rigoroso que chegava novamente.
Em novembro de 1942, uma grande contraofensiva soviética cercou o 6º Exército Alemão dentro da cidade de Stalingrado. Com a ordem de Hitler de não se entregarem, os alemães enfrentaram os soviéticos, mesmo estando em desvantagem.

Em fevereiro de 1943, em pleno inverno soviético, os soldados alemães sucumbiram à fome, ao frio e à falta de equipamentos. A batalha acabou quando o general Paulus rendeu o 6º Exército Alemão em 2 de fevereiro de 1943.

Os soviéticos foram os vencedores da Batalha de Stalingrado. Não só conseguiram proteger a cidade, como também expulsar os alemães de seu território. Esta batalha é considerada um ponto de virada histórica no contexto da Segunda Guerra Mundial, pois foi a partir dela que os soviéticos passaram a “empurrar” os alemães e seus aliados até Berlim, onde impuseram a derrota final à Alemanha, junto com o os Aliados, em 1945.

A Batalha de Stalingrado foi a mais violenta e sangrenta de toda Segunda Guerra Mundial. Estimativas apontam para 2 milhões de indivíduos mortos, entre soldados e civis de ambos os lados

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS