Coligação e forças de oposição sírias repelem ataque do ISIS

0
5

(CNN) – Tropas da coalizão anti-ISIS e forças aliadas da oposição síria repeliram um ataque do grupo terrorista em uma base conjunta no sul da Síria, de acordo com a coalizão.

A coalizão liderada pelos Estados Unidos disse que o ISIS iniciou um ataque complexo no sábado na Guarnição At Tanf na fronteira sírio-jordaniana usando um IED transportado por veículo, e 20-30 combatentes seguiram com um assalto no solo e coletes suicidas.

“A coalizão e as forças aliadas se engajaram e defenderam o ataque do ISIS com fogo direto antes de destruir os veículos de assalto inimigo e os combatentes remanescentes com ataques aéreos de coalizão múltipla”, disse a coalizão em um comunicado à imprensa.
Não se sabe quanto tempo durou a batalha.
Os relatórios iniciais indicam que o assalto não resultou em quaisquer baixas na coalizão, disse um oficial da coalizão à CNN. Algumas forças americanas estavam na base no momento do assalto, disse o oficial.
A Rússia bombardeou a Guarnição Tanf em junho de 2016, mas não havia forças dos EUA ali na época. Durante esse incidente, a coalizão enviou aviões numa tentativa de prevenir ataques aéreos.
As forças de oposição sírias, conhecidas como VSO, que participaram na luta de sábado, são separadas das Forças Democráticas da Síria que a coalizão está trabalhando no norte do país.
“No sul da Síria, as forças de oposição sírias focadas na condução de operações para limpar ISIS do deserto de Hamad e foram instrumentais na luta contra a ameaça ISIS no sul da Síria e manter a segurança ao longo da fronteira Síria-Jordânia”, disse a coalizão.
A ISIS tomou grandes áreas de terra em sua busca para criar um califado – um estado islâmico – que se estende da Síria ocidental ao leste do Iraque.
Entre os países que participaram da coalizão liderada pelos Estados Unidos, ISIS, estão o Reino Unido, França, Austrália, Arábia Saudita, Turquia e Jordânia, entre outros.

 

Fonte: CNN

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS