Dom Antônio, o Príncipe do ares na Guerra Mundial

0
11

Dom Antônio Gastão Filipe Francisco de Assis Maria Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orléans e Bragança, nasceu em Paris no dia 9 de agosto de 1881, sendo o filho caçula da Princesa Isabel do Brasil e de seu marido francês o Conde d’Eu.

Nasceu na casa alugada por seus pais enquanto permaneciam em Paris devido a tratamentos de saúde, vindo para o Brasil logo depois.

Quando da proclamação da República no Brasil, mudou-se com sua família em exílio para Paris e mais tarde para o Castelo d’Eu na Normandia francesa, onde viveu sua adolescência.

Anos mais tarde, não podendo ingressas nas Forças Francesas por ser membro da realeza da França também, Antônio alistou-se como tenente dos hussardos do exército Imperial e Real do Império Austro-Húngaro, atividade que exerceu de 1908 a 1914. Antônio e sue irmão Luís cumpriram suas carreiras militares nas fileiras austríacas sem imaginarem que os dois países, a França com a qual se identificavam e a pátria que passaram a defender, entrariam em choque na maior guerra conhecida pelo mundo até então. Ao perceber que a guerra na qual incluiria-se sua pátria de coração e a pátria a qual servira era inevitável, Antônio pediu desligamento do Exército Imperial Austro-Húngaro.

Então, com o advento da Primeira Guerra Mundial, sem poder servir diretamente à França, porém almejando defende-la, o Príncipe Dom Antônio alistou-se na Marinha Real britânica, aliada da França, servindo como piloto de aviões. Seu irmão, Príncipe Dom Luís, serviu também o Exército Real Britânico.

O Príncipe Dom Antônio tinha 33 anos quando entrou na guerra que influenciaria amplamente a geopolítica mundial dali em diante. Ele se tornou capitão do regimento Royal Canadian Dragoon, junto com os canadenses que foram defender a bandeira britânica.

Alguns autores afirmam que D. Antônio participou de batalhas aéreas, extremamente novas naquele período. O que se sabe é que o príncipe era hábil e que muitos o consideravam bastante corajoso.

O Príncipe recebeu, em 1917, um título de destaque do Exército Britânico. Devido a sua participação, considerada de alto nível nos relatos de superiores, Dom Antônio mereceu a Military Cross e foi incorporado às forças armadas britânicas oficialmente.

Com a guerra já terminada, o príncipe sofreu um acidente de avião nos arredores de Londres. Ele ainda foi levado vivo para um hospital próximo, mas morreu em decorrência dos graves ferimentos sofridos, no dia 29 de novembro de 1918.

Imagem: Retrato pintado do Príncipe Dom Antônio por William Orpen, 1918.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS