A morte de Leon Trotsky

0
13

21 de Agosto de 1940.

Neste dia morria Leon Trotsky, teórico e revolucionário marxista, fundador do Exército Vermelho.

No dia anterior Trotsky tinha sido atacado por Ramón Mercader, agente do NKVD, que o atingiu na cabeça com uma machadinha de gelo daquelas utilizadas pelos alpinistas.

Em Maio Trotsky já tinha sofrido um ataque do NKVD, mas tinha sido salvo graças à atuação rápida dos seus guarda-costas.

Trostsky vivia na cidade mexicana de Coyoacán, onde tinha chegado em 1936 a convite do presidente mexicano Lázaro Cárdenas, que lhe ofereceu exílio.

Tinha sido banido da União Soviética em 1929 após duras divergências com Joseph Stalin, que tinha assumido o poder após a morte de Vladimir Lenin em Janeiro de 1924.

Há muitos anos que Stalin tentava matar Trotsky, que era visto como uma ameaça para a consolidação do seu poder.

E no dia 20 de Agosto o agente soviético Ramón Mercader, fazendo-se passar por um jornalista, conseguiu estar a sós com Trotsky no seu escritório e, aproveitando-se de um momento de distração, atingiu-o em cheio na cabeça com a machadinha.

Trotsky ainda conseguiu se defender do ataque, derrubando Mercader e chamando a ajuda dos seus guarda-costas. Foi levado para o hospital local onde foi operado, mas não resistiria à grande perda de sangue, vindo a morrer neste dia com 60 anos.

Num dos seus últimos momentos de consciência teria dito:

“Não vou sobreviver. Stalin finalmente conseguiu.”

Trostsky em 1921.

Trotsky, ao centro, em 1940.

O escritório onde foi atacado por Mercader.

Fonte.Hoje na História da Segunda Guerra Mundial – Link: https://www.facebook.com/hojenasegundaguerramundial/?fref=ts 

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS