O juramento dos soldados alemães para o ditador Adolf Hitler

0
22

8 de Agosto de 1934.

Neste dia, num ato bastante controverso e criticado por muitos comandantes militares alemães, o ditador Adolf Hitler exigia que o juramento dos militares da Wehrmacht deixasse de ser feito ao país e que passasse a ser feito diretamente à ele.

A versão anterior do juramento especificava que a lealdade do soldado era devida à Alemanha e à construição do país, mas o texto da nova versão dizia que:

“Eu faço diante de Deus esse sagrado juramento ao Líder do império Alemão e do povo, Adolf Hitler, comandante supremo das forças armadas, ao qual renderei obediência incondicional e que, como um bravo soldado, estarei preparado para dar a minha vida por esse juramento.”

A Alemanha passava assim a ser um dos únicos países do mundo onde o juramento dos militares era feito diretamente ao líder e não ao país.

Ao fazer esse juramento os soldados alemães deixavam de lado os interesses do país e passavam a lutar pura e simplesmente pelos interesses pessoais de Adolf Hitler.

Fonte. Hoje na Segunda Guerra Mundial – Link: https://www.facebook.com/hojenasegundaguerramundial/?fref=ts 

 

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS