O Projeto Habakkuk – O porta-aviões de gelo

0
127

O Projeto Habakkuk foi um projeto inglês de um super porta-aviões que seria construído majoritariamente de gelo. Ele seria usado para combater os U-Boats, submarinos alemães que aterrorizaram o Atlântico durante a Segunda Guerra Mundial. Seu projeto é da autoria de Geoffrey Pyke, o inventor do material que leva seu nome, Pykrete, e que seria o componente principal do super porta-aviões.

O Pykrete é uma combinação de gelo e serragem (14% de serragem para 86% de gelo) e apresenta baixa taxa de fusão, é mais resistente e mais duro que o gelo, que é quebradiço. O porta-aviões teria 1200 metros de comprimento e 180 de largura com uma couraça de 12 metros de largura e seria movido por diversos motores elétricos. Em caso de um bombardeio ao navio, ele poderia ser reparado adicionando água e celulose à cratera da explosão e congelando a mistura.

O super porta-aviões nunca foi produzido. Apenas um modelo em escala foi criado em um lago no Canadá e utilizado para testes com explosivos. Seu modelo, todavia, apresentou vários problemas. O material sofria uma deformação sobre grande estresse mecânico, o que tornava obrigatório o uso de um reforço de aço que encareceria o já caro projeto. A quantidade de aço usada para os reforços somada à planta de refrigeração usada pelo navio era maior que a necessária para construir um porta-aviões convencional totalmente feito de aço. Além disso, a Marinha Real Britânica exigia o uso de um leme no navio, e montar e controlar um leme de 30 metros de altura era uma tarefa árdua.

Com a liberação do governo de Portugal para pousos e decolagens aliadas nos Açores e com a adoção de maiores tanques de combustível por aviões britânicos, a tarefa de patrulhar o Atlântico ficou mais fácil, tornando o gigante de gelo ainda mais dispensável. A maior quantidade de porta-aviões de escolta, menores e mais baratos que grandes porta-aviões também facilitou as patrulhas no Atlântico, pondo um fim à Era de Ouro dos U-Boats alemães e encerrando a necessidade aliada de ter um porta aviões como o Habakkuk. O modelo em escala, mantido no lago no Canadá, demorou 3 verões quentes sem seu sistema de resfriamento para derreter por completo.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS