O reinado mais curto da história

0
195

 

A 2 de agosto de 1830, na França, duas abdicações reais, intercaladas por cerca de vinte minutos de lágrimas e confusão, resultaram no que ficou conhecido como o mais breve reinado da História.

Quando estoura a Revolução Francesa de Julho de 1830 (nos dias 27, 28 e 29 deste mês) em Paris, contrária às políticas opressivas de Carlos X (que havia dissolvido o parlamento e suprimido a liberdade de imprensa nas “Quatro Leis de Julho”), este monarca é forçado, por uma delegação enviada pelos revolucionários ao Palácio das Tulherias, a abdicar do trono (a contragosto) em favor de seu filho, Luís Antônio, Duque de Angoulême.

Aí inicia-se o rápido e atribulado reinado de Luís XIX de França, o penúltimo da dinastia dos Bourbon franceses. Diz-se que os vinte minutos que se passaram até Luís XIX assinar sua própria abdicação em favor do sobrinho Henrique, Conde de Chambord, foram marcados pelos apelos de sua esposa (filha de Luís XVI e Maria Antonieta, os reis da França que foram guilhotinados no início da Revolução Francesa de 1789, sabe quais?) para que ele não abdicasse – o que era praticamente impossível, já que até a Guarda Nacional Francesa havia aderido à revolução que pretendia destituir os Bourbon do poder – e pelo choro de Carlos X, já com seus 72 anos, transtornado com a situação.

Foi um reinado apenas “de jure” (expressão latina pra “pela lei”, “pelo direito” ou seja, só ocorreu no papel) e há controvérsias quanto a chamá-lo um reinado de verdade. Luís XIX de França e Navarra seria sucedido pelo supracitado Conde de Chambord, ou Henrique V, que “reinaria” por sete dias até ser substituído no trono por seu regente, que se tornaria Luís Filipe I de França, “o Rei Burguês”, e daria início ao reinado chamado pelos historiadores como “Monarquia de Julho”, que duraria até 1848.

Luís foi também o 28º e último “Delfim de França”, título concedido ao herdeiro aparente do trono francês, que é substituído por Luís Filipe I pelo título de “Príncipe Real”.

IMAGEM= Pintura francesa de Luís Antônio, Duque de Angoulême, autor desconhecido.

  IMAGEM= Pintura francesa de Luís Antônio, Duque de Angoulême, autor desconhecido.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS