2 de Novembro – É coroado Haile Selassie

0
9

Haile Selassie (que significa O Poder da Divina Trinidade), nascido Tafari Makonnen em 23 de julho de 1892 e posteriormente conhecido como Ras Tafari, foi regente da Etiópia de 1916 a 1930 e imperador daquele país de 1930 e 1974. Herdeiro duma dinastia cujas origens remontam historicamente ao século XIII e, tradicionalmente, até o Rei Salomão e a Rainha de Sabá, Haile Selassie é uma figura crucial na história da Etiópia e da África.

É considerado o símbolo religioso do Deus encarnado, entre os adeptos do movimento rastafári, que conta com aproximadamente 600.000 seguidores atualmente.Os rastafáris também o chamam de H.I.M., sigla em inglês para “Sua Majestade Imperial” (His Imperial Majesty), Jah, Ras Tafari and Jah Rastafari.

Durante o seu governo, a repressão a diversas rebeliões entre as raças que compõem a Etiópia, além daquele que é considerado como o fracasso do país em se modernizar adequadamente, lhe rendeu críticas de muitos contemporâneos e historiadores.

Seu protesto na Liga de Nações, em 1936, contra o uso de armas químicas contra o seu povo foi não só um prenúncio do conflito mundial que se seguiria, mas também representou o advento do que se chamou de “refinamento tecnológico da barbárie”, característica que veio a marcar as guerras do período.

Selassie era um orador talentoso, e alguns de seus discursos foram considerados entre os mais memoráveis do século XX. Suas visões internacionalistas levaram a Etiópia a se tornar membro oficial das Nações Unidas, e sua experiência e pensamento político ao promover o multilateralismo e a segurança coletiva provaram-se relevantes até os dias de hoje.

Seu reinado foi frequentemente descrito como “iluminado”, visto que ele aboliu a escravidão, buscou a modernização da Etiópia, e deu ao seu país a primeira constituição escrita (1931). Em 1935, fascistas italianos invadiram a Etiópia, e Selassie lutou bravamente até que foi forçado a voar para a Inglaterra onde ele procurou ajuda para finalmente, com sucesso, repelir a invasão.

Acreditava-se que Selassie I era descendente direto do Rei Salomão de Israel (cerca de 970-931 a.C.) e da Rainha Negra Makeda de Sabá. A descrição bíblica (I Livro dos Reis 10:1-13) do encontro dessas duas figuras lendárias da Era de Ouro de Israel não faz menção de sua suposta união. Mas uma versão elaborada da história é relatada em um antigo documento Etíope, o Kebra Nagast (Glória dos Reis), que afirma que eles se tornaram pais de um filho chamado Menelik. De acordo com a tradição, Menelik não só fundou a dinastia real na Etiópia, da qual Haile Selassie I afirma ser descendente, como também roubou a Arca da Aliança do templo de seu pai Salomão em Jerusalém, e trouxe-a consigo para a Etiópia. (Isso nunca foi provado, mas é fato que a Arca desapareceu misteriosamente do Templo Sagrado, provavelmente durante o reinado de Salomão e muito antes da Queda de Jerusalém em 589 a.C.)

O país enfrentou anos difíceis no início da década de 1970. A grande fome de 1972–1973 agravou a contestação ao governo imperial, somando-se aos problemas políticos e à corrupção.

Em 12 de janeiro de 1974 registrou-se uma rebelião militar contra Selassie. Em junho, um grupo de cerca de 120 comandantes militares, formalmente fiéis ao imperador, formou um comitê para exercer o governo. Em 27 de setembro Selassie foi deposto por um golpe militar de inspiração marxista, que instituiu um Conselho Provisório de Administração Militar. Preso pelo novo governo, Selassie veio a falecer em 27 de agosto de 1975, oficialmente por complicações decorrentes de uma operação da próstata. Essa versão é contestada por seus apoiadores e familiares, que entendem que o ex-imperador foi assassinado em sua cama

Uma homenagem em honra da coroação do grande Ras Tafari Haile Selassie, Imperador da Etiópia, Eleito de Deus, Rei dos Reis, Senhor dos Senhores, Leão Conquistador da Tribo de Judá.

Ras Tafari Haile Selassie, Imperador da Etiópia.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS