D. Nuno Álvares rezando antes da Batalha de Aljubarrota

0
4

O ano é 1383, o Reino de Portugal entra numa crise de sucessão real: Com a morte de Dom Fernando I ,O Formoso, o único sucessor ao trono seria João I Trastâmara de Castela, casado com Beatriz, filha primogênita legítima de Fernando. João de Trastâmara reclamava o trono do sogro falecido, porém, vários portugueses desaprovavam que Portugal fosse governado pelo rei castelhano. Esses portugueses deram o título de rei à D. João, Mestre da Ordem de Avis, filho bastardo do pai de Fernando I.

Essa disputa pelo trono português ficou conhecida como Revolução de Avis que só terminou em 1385 quando as tropas castelhanas de João de Trastâmara foram derrotadas na Batalha de Aljubarrota, mesmo estando em maior número. As tropas portuguesas na batalha foram comandadas por Nuno Álvares, exímio comandante e João de Avis.

Com o fim da Revolução, Portugal garantiu sua independência e continuou sob comando dos Avis por mais dois séculos.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS