A Imperatriz Dona Teresana Cristina falece

A Imperatriz Dona Teresa Cristina falece no dia 28 de Dezembro de 1889 em Porto.

A Imperatriz falece em um modesto hotel do Porto em 28 de Dezembro de 1889, longe de sua filha e netos que estavam em viagem na Espanha. É considerada a única vítima do golpe republicano de 15 de Novembro, falecendo, em suas próprias palavras, de desgosto.

A Imperatriz, ao lado de seu neto Dom Pedro Augusto, foi a que mais sofreu com o exílio, ficando em estado de choque e acentuando suas moléstias cardíacas, assim como sua asma e artrite.

Em 24 de Dezembro as noticias do banimento perpétuo, uma retaliação republicana à recusa dos cinco mil contos de réis oferecidos à Família Imperial, alcançaram a Imperatriz no Porto, fazendo-a piorar. Sem mais vontade de viver, em um estado profundo de depressão a Imperatriz Dona Teresa Cristina teve parada cardíaca às 14 horas de 28 de Dezembro, após três semanas de exílio. Suas últimas palavras foram: “Brasil, terra abençoada que nunca mais verei”

Um cortejo fúnebre com honras de Estado foi acompanhado por toda população da cidade do Porto. A “Mãe dos Brasileiros” foi enterrada no Panteão dos Bragança no Mosteiro de São Vicente de Fora, nos arredores de Lisboa.

Sua morte gerou comoção no Brasil, diminuindo muito o já pouco prestígio do governo republicano.

Imagem: Imperatriz Dona Teresa Cristina, Lucien Walery, 1887.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS