Milagre econômico brasileiro

0
22

O período da História do Brasil entre os anos de 1969 e 1973 foi marcado por forte crescimento da economia. Nesta época o Brasil era um Regime Militar, governado pelo General Emílio Garrastazu Médici. O termo “milagre” está relacionado com este rápido e excepcional crescimento econômico pelo qual passou o Brasil neste período. Este crescimento foi alavancado pelo PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) implantado em 1964, durante o governo de Castelo Branco.

Entre os aspectos positivos podemos destacar o crescimento do PIB de entre 7% e 13% ao ano, melhoras significativas na infraestrutura do país, aumento do nível de emprego proporcionado, principalmente, pelos investimentos nos setores de infraestrutura e indústria e o significativo desenvolvimento industrial, alavancado pelos investimentos nos setores de siderurgia, geração de eletricidade e indústria petroquímica. O setor foi puxado, principalmente, pelo crescimento e fortalecimento das empresas estatais.

Entre os aspectos negativos, podemos destacar a inflação elevada de entre 15% e 20% ao ano no período, o aumento da dívida externa (O desenvolvimento econômico foi bancado, principalmente, com empréstimos no exterior), e a desigualdade social.

O crescimento econômico brasileiro começou a diminuir a partir de 1974 com uma crise mundial provocada pelo “choque do petróleo”. O elevado aumento do petróleo no mercado mundial afetou diretamente a economia brasileira. Os combustíveis derivados do petróleo aumentaram muito, elevando ainda mais a inflação.

A balança comercial brasileira ficou com déficit elevado em função da importação de petróleo a preços exorbitantes.

Os investimentos externos e internos diminuíram significativamente, prejudicando o avanço da economia nos níveis anteriores. Entre os anos de 1974 e 1979, o PIB brasileiro passou a crescer na média de 6,5%, diminuindo a geração de empregos e a massa salarial. Este fato fez com que houvesse uma significativa diminuição do consumo interno, prejudicando as empresas nacionais voltadas para o mercado nacional.

Imagem: Esplanada dos Ministérios tomada pelo Exército, Brasília, 1964.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS