Rússia é contra o aumento de potências nucleares, diz presidente Putin

0
9

O presidente russo Vladimir Putin acrescentou que o clube das potências nucleares não deve ser aumentado, se referindo à Coreia do Norte.

Presidente russo afirma que os testes de mísseis e ensaios nucleares da Coreia do Norte são inaceitáveis, mas ele acrescenta que é preciso voltar ao diálogo e parar de aterrorizar a Coreia do Norte.

Quero reafirmar que nos manifestamos categoricamente contra o alargamento do clube das potências nucleares, nomeadamente com a Península Coreana, com a Coreia do Norte. A nossa posição é bem conhecida dos nossos parceiros, do mundo e, em particular, da Coreia do Norte. Somos contra, considerando que tal é contraproducente, prejudicial e perigoso”, declarou o presidente russo.

O presidente russo adiantou que o lançamento de mísseis pela Coreia do Norte não ameaçou a Rússia. Logo após o lançamento, o ministro da Defesa russo Sergei Shoigu informou o presidente sobre o assunto.

Este lançamento de mísseis não representou ameaça direta para nós. Mas isso, sem dúvidas, provoca a escalação do conflito, não há nada de bom nisso”, declarou Putin durante a coletiva de imprensa após o encontro com Xi Jinping.

O presidente russo lembrou que já houve uma experiência positiva de diálogo com a Coreia do Norte, quando este país declarou o fim do seu programa nuclear, mas “infelizmente não houve suficiente paciência por parte de todos os participantes das negociações”.

Na manhã de segunda-feira (15) a Coreia do Norte reconheceu oficialmente ter realizado o lançamento de um míssil balístico de médio alcance, que foi bem-sucedido. O míssil caiu no mar do Japão, fora da Zona Econômica Especial do Japão. Pela primeira vez o míssil norte-coreano atingiu a altitude de 2 mil quilômetros.

Fonte – Sputnik

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS