Trump diz que EUA estão prontos para confronto com Coreia do Norte

0
5
FILE - In this April 21, 2017 file photo, President Donald Trump listens as Treasury Secretary Steven Mnuchin speaks at the Treasury Department in Washington. A Louisiana private investigator accused of trying to illegally obtain Donald Trump’s tax returns before last year’s U.S. presidential election has been arrested again. At a hearing, Aug. 9, a judge found that Jordan Hamlett violated conditions of his pretrial release that involved computer monitoring and tracking of his location. Prosecutors say Hamlett tried unsuccessfully to obtain Trump’s tax returns using a U.S. Department of Education financial aid website. (AP Photo/Susan Walsh, File)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez uma nova ameaça à Coreia do Norte nesta sexta-feira, dizendo que as forças militares dos EUA estão prontas, enquanto Pyongyang acusou Trump de conduzir a península coreana à beira de uma guerra nuclear e potências mundiais expressaram alarme.

O Pentágono informou que os EUA e a Coreia do Sul irão seguir como planejado com um exercício militar conjunto em 10 dias, uma ação certa de antagonizar ainda mais a Coreia do Norte. Enquanto isso, Rússia, China e Alemanha expressaram receios com as crescentes retóricas de Pyongyang e Washington.

Trump, de férias em seu resort de golfe em Bedminster, Nova Jersey, manteve a guerra de palavras e novamente citou o líder da Coreia do Norte em seus comentários mais recentes sobre Pyongyang nesta semana. “Soluções militares estão plenamente em vigor, ‘locked and loaded’, caso a Coreia do Norte aja imprudentemente”, escreveu em publicação no Twitter. “Esperançosamente Kim Jong Un irá encontrar outro caminho!”.

O termo “locked and loaded”, popularizado no filme de guerra de 1949 “Iwo Jima – O Portal da Glória”, estrelando o ator norte-americano John Wayne, se refere às preparações para disparar uma arma.

Solicitado posteriormente por repórteres para explicar os comentários, Trump disse: “Estas palavras são muito, muito fáceis de entender”.

Novamente se referindo a Kim, Trump acrescentou: “Se ele proferir uma ameaça… ou se ele fizer qualquer coisa em relação a Guam ou qualquer outro lugar que seja um território americano ou um aliado americano, ele realmente irá se arrepender, e ele irá se arrepender rapidamente”.

 A publicação nesta sexta-feira no Twitter do presidente republicano, um rico empresário e ex-personalidade de reality shows, acontece após a agência de notícias estatal da Coreia do Norte, KCNA, divulgar uma nota dizendo que “Trump está conduzindo a situação na península coreana à beira de uma guerra nuclear”.

    Guam, uma ilha no Pacífico que é um território dos EUA, publicou instruções de emergência nesta sexta-feira para ajudar moradores a se preparar para qualquer possível ataque nuclear, após uma ameaça da Coreia do Norte de disparar mísseis em suas proximidades.

“Não olhe para a luz ou bola de fogo – isto pode cegar você”, diziam as instruções. “Se proteja atrás de algo que possa fornecer proteção”.

    Guam é local de uma base aérea norte-americana estrategicamente localizada, uma instalação da marinha, um grupo da guarda costeira e cerca de 6 mil membros militares dos EUA. A KCNA relatou na quinta-feira que o Exército norte-coreano irá completar planos em meados de agosto de disparar quatro mísseis de alcance intermediário sobre o Japão para aterrissarem no mar, de 30 a 40 quilômetros de Guam.

Fonte – Reuters

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS