Misteriosa imagem de ovni divulgada por Pentágono em meio a admissão de programa secreto

0
168

Uma filmagem misteriosa mostrando um encontro com um objeto voador não identificado (ovni) em 2004 foi divulgada em meio ao reconhecimento do Pentágono sobre a existência de um programa que investigou vida extraterrestre.

Dois pilotos da Marinha, o comandante David Fravor e o tenente-comandante Jim Slaight, estavam numa missão de treinamento de rotina em seus aviões de combate F/A-18F quando um operador de rádio instou Fravor para que verificasse um objeto misterioso que pairava na costa na cidade californiana de San Diego.

Em uma entrevista para o New York Times, Fravor relatou que viu uma aeronave “esbranquiçada” de algum tipo que possuía cerca de 12 metros de comprimento e uma forma oval. Ele contou que ela “pulava” erraticamente e pairava sobre o oceano, acrescentando que era grande o suficiente para fazer com que o mar se agitasse.

Mas quando o piloto baixou a aeronave para olhar mais de perto, o ovni rapidamente se afastou. “Ele acelerou como nada que eu já tenha visto”, disse ao New York Times, acrescentando que era “muito estranho”. O objeto voador “não tinha plumas, asas ou rotores e ultrapassou nossos F-18”, lembrou ele citando uma conversa que teve com outro piloto mais tarde naquele dia.

No vídeo, um dos pilotos pode ser ouvido dizendo: “É um [*] drone, irmão”. “Tem uma frota inteira deles”, disse o outro antes de exclamar: “Está girando”!

Os dois pilotos foram então avisados ​​para que verificasssem outro ponto, a 96 quilômetros de distância, chamado de ponto de cobertura. “Senhor, você não vai acreditar”, disse o operador de rádio, “mas essa coisa está no seu ponto de cobertura”.

“Estávamos a pelo menos 64 quilômetros de distância e, em menos de um minuto, esse problema já estava no nosso ponto de cobertura”, disse Fravor, que se aposentou da Marinha, ao New York Times.

Fravor reportou sobre o incidente a seus colegas, mas seus superiores não investigaram mais. E ele prosseguiu em sua carreira militar.

 

O misterioso caso também ganhou destaque em outra reportagem do jornal, que informou que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos reconheceu que existe um programa secreto do governo chamado ‘Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais’.

O departamento nunca antes havia reconhecido a existência do programa. No entanto, os patrocinadores do programa disseram ao New York Times que, se por um lado o financiamento daquela época tenha cessado, o programa ainda existe.

O programa foi estabelecido em 2007 a pedido do então senador de Nevada Harry Reid. O programa consumiu US$ 22 milhões entre os períodos de 2008 e 2012 para administração, pesquisa e avaliações de ameaças representadas pelos ovinis.

Stephen Basset, o primeiro e único lobista sobre ovni nos EUA, disse ao Washington Post em 2015 que, mesmo se ele passasse toda sua vida pesquisando abduções alienígenas, isso jamais faria diferença para a Casa Branca. “Ocorreu-me que não era um problema científico, mas político”, disse Basset ao Washington Post.

“Eu vou lá, e eu protocolo” os documentos do loby, recordou. “Eu sou o primeiro. Dezesseis anos depois, ainda sou o único. Eu poderia ter aproveitado meu tempo.”

No último sábado (16), Basset tuitou sobre o recente caso, afirmando que “isso é significativo”.

Fonte – Epoch Times  / NTD Television

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS