Ela mudou seu mau temperamento aprendendo uma prática milenar chinesa

0
9

Um dia, Honglian perguntou à sua prima por que ela sempre parecia feliz e alegre e até parecia ficar sempre mais jovem.

Era uma mulher de 39 anos chamada Honglian, da cidade de Macheng, na China, há muito conhecida como uma pessoa teimosa e de temperamento explosivo. Ele parecia se irritar constantemente sem motivo aparente, criando muito estresse na família.

Segundo o Minghui.org, uma vez ela mesma queimou um novo suéter que tinha feito para o marido, porque estava brava com um pequeno problema.

Além disso, ela frequentemente tinha que ir ao hospital, devido a problemas de estômago e distúrbios ginecológicos, o que lhe causava grande dor e desconforto.

Um dia, Honglian perguntou à sua prima por que ela sempre parecia feliz e alegre e até parecia ficar sempre mais jovem

Praticantes de Falun Gong meditando. (Dai Bing / Epoch Times)
Praticantes de Falun Gong meditando. (Dai Bing / Epoch Times)

A prima de Honglian disse-lhe que praticava uma disciplina de meditação chamada Falun Gong, também conhecida como Falun Dafa. Ela vinha dando o seu melhor para viver de acordo com os princípios da verdade, da compaixão e da tolerância, e praticava os cinco exercícios suaves todos os dias. Ela disse que a prática beneficiou grandemente sua vida.

Em 2002, Honglian decidiu também praticar o Falun Gong

Infelizmente, o Partido Comunista Chinês (PCC) iniciou uma perseguição ao Falun Gong em 1999 e espalhou mentiras sobre os praticantes em todas as mídias estatais. Os praticantes foram muitas vezes presos, torturados e até mortos por se recusarem a parar de praticar Falun Gong. O irmão mais velho de Honglian ficou irritado e tentou evitar que sua irmã praticasse; ele também afirmou que denunciaria sua prima à polícia.

“Se você se atreve a denunciar nossa prima, eu vou acabar sendo presa com ela!” , exclamou Honglian. Seu irmão finalmente se acalmou ao ver que as duas mulheres não abandonariam essa prática pacífica.

Praticantes de Falun Dafa meditando. (Dai Bing / Epoch Times)
Praticantes de Falun Dafa meditando. (Dai Bing / Epoch Times)

Honglian fez todo o possível para praticar o Falun Gong, e, ao longo do tempo, seu temperamento melhorou: ela começou a tratar os outros com mais bondade, e todas as suas doenças se curaram. Sua família testemunhou essas mudanças dramáticas e compartilhou sua história com vizinhos e amigos. Muitas pessoas cortaram laços com o Partido Comunista Chinês depois de conhecer o Falun Gong e perceberem a verdade sobre a brutal perseguição que ocorre na China.
Os pais de Honglian também apoiaram sua filha, e toda vez que viam um cartaz do Falun Gong que tinha caído no chão, eles imediatamente pegavam e o afixavam num poste próximo.

Um dia, Honglian e sua família experimentaram o que só pode ser descrito como um milagre.

Uma noite de verão em 2007, Honglian, seu marido, sua filha de 12 anos e um sobrinho de 3 anos foram visitar parentes de motocicleta. A estrada era estreita e não havia luz nas ruas.

Sendo em uma área da cidade sem luz, o marido de Honglian não podia ver a estrada e, por isso, dirigiu diretamente para uma grande lagoa. Honglian não sabia nadar e foi lançada no centro da lagoa.

Quando a água entrou na boca de Honglian, em sua mente, ela lembrou que ela era uma cultivadora de Falun Dafa.

(Taylor Ann Wright / Unsplash)
(Taylor Ann Wright / Unsplash)

No momento seguinte, sentiu que seus pés tocavam algo sólido. Ele avançou, viu as crianças e se aproximou delas. No escuro, ela foi até a margem, e foi tão fácil quanto andar em terra seca. A borda da lagoa tinha uma grande margem, então Honglian pediu ajuda, e os aldeões logo correram para ajudá-la; ela e as crianças conseguiram sair.
Durante esse tempo, o marido de Honglian flutuou semi-consciente na lagoa. Felizmente, ele também se salvou do afogamento. A motocicleta foi retirada da lagoa e apenas o escapamento estava danificado.

Quando os moradores souberam que Honglian não sabia nadar, ficaram surpresos ao saber que ela levara as crianças com segurança para a margem, sendo uma lagoa tão profunda, que não tinha mais nada que lama escorregadia no fundo.

“Isso é porque eu sou praticante de Falun Gong”, disse Honglian. Ela acredita que foi seu mestre que a ajudou.

Depois, ela compartilhou sua história online, desejando que outras pessoas possam encontrar esperança e alegria em suas vidas também.

(Jay Castor / Unsplash)
(Jay Castor / Unsplash)

* Nota do editor:

Falun Dafa é uma prática de cultivo para a mente e o corpo, que melhora a saúde e o caráter moral – através do cultivo da Verdade, Compaixão e Tolerância – e possibilita o desabrochar da sabedoria espiritual.

Para mais informações sobre a prática ou baixar o livro introdutório “Falun Gong” e o livro-base “Zhuan Falun”, visite: www.falundafa.org Todos os livros, áudios de exercícios, recursos e instruções estão disponíveis gratuitamente.

Fonte – Epoch Times

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS