Venezuela: aposentado morre depois de esperar 2 dias na fila para receber pensão de 1 dólar

0
15

Causa da morte pode ter sido ataque cardíaco.

Um idoso que aguardava pelo segundo dia consecutivo na fila para receber uma pensão miserável morreu às portas de um banco venezuelano, causando grande indignação na mídia e nas redes sociais.

Jesús García morreu na semana passada na frente da agência do Banco Bicentenário em Santa Bárbara, cidade no oeste da Venezuela, localizada no estado de Barinas. A causa da morte provavelmente foi infarto, informou o portal de notícias El Pitazo.

Garcia passou dois dias na fila para receber uma pensão de 347.914 bolívares, que no mercado paralelo equivale a 1,54 dólar.

“Nossos avós sofrem e morrem todos os dias para receber suas pensões, mas só vemos um regime que faz vista grossa e zomba daqueles que deram tanto pelo nosso país”, disse o deputado da Assembleia Nacional, Freddy Superlano, no Twitter.

 

Tanto Freddy como Cesar Cadenas (também deputado) contaram que o homem se sentiu mal e caiu na calçada; posteriormente, a causa da morte foi confirmada como ataque cardíaco.

Este é o segundo caso ocorrido no mês de fevereiro. Arnoldo Segundo Medina, de 66 anos, morreu na tarde de terça-feira (20), depois de passar várias horas em uma fila para retirar sua pensão.

Ele morreu minutos depois de entrar na agência do Banco da Venezuela do município de Cabimas, na costa leste de Lago

O pensionista passou mal de repente assim que conseguiu entrar, entre empurrões e gritos, na agência da instituição financeira e depois de esperar horas seguidas na fila para sacar sua pensão, disse a El PitazoRamón Cárdenas, um dos aposentados que testemunharam a morte.

Uma terceira pessoa não morreu durante a espera, mas porque foi atingido por um carro às 5h00 da manhã da quarta-feira (21), quando tentava atravessar a Avenida Bella Vista em Maracaibo para ir ao banco. Rosendo Villalobos Rodríguez, de 80 anos, madrugava todos os meses para conseguir receber sua pensão. Ele fazia isso com a intenção de conseguir receber tudo em dinheiro.

“O corpo foi jogado a menos de meio quarteirão do Banco Provincial, onde Rodríguez recebia sua pensão. O motorista fugiu.

Estes são os 3 casos mais recentes de idosos que morreram na porta de bancos venezuelanos.

Fonte – Epoch Times

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS