Datafolha coloca Lula em pesquisa eleitoral e pastor Silas Malafaia diz que instituto está “a serviço da bandidagem”

0
7

O instituto Datafolha realizou uma pesquisa na última semana, após a prisão de Lula (PT), para avaliar o cenário eleitoral com a impossibilidade do ex-presidente disputar o pleito, e a inclusão de seu nome gerou enorme polêmica, já que um condenado em segunda instância não pode disputar uma eleição, de acordo com a lei da Ficha Limpa.

O levantamento foi feito entre quarta-feira, 11 de abril, e sexta-feira, 13, com entrevistas de 4.194 eleitores em 227 municípios. E mesmo mostrando uma queda na intenção de voto em Lula, o critério do Datafolha foi amplamente criticado.

O pastor Silas Malafaia enfatizou que a postura do instituto é uma ofensa à inteligência das pessoas: “A pesquisa Datafolha é uma afronta ao povo brasileiro. Como um condenado e preso pela Justiça pode entrar em uma pesquisa para presidente? Uma verdadeira vergonha! Um corrupto, chefe de quadrilha, tinha que ser ignorado. Jornalismo a serviço da bandidagem!”, disparou.

A referência ao jornalismo se dá pelo fato de o instituto, apesar de supostamente atuar de maneira indepenente, é pertencente ao mesmo grupo que controla o jornal Folha de S. Paulo, um dos que mais promove a visão progressista.

“Lula condenado e preso, impedido pela lei de concorrer à presidência, sai em pesquisa do Datafolha. Como ele pode estar em 1º lugar, só anda cercado de militontos da CUT,vaiado aonde vai, diferente de Bolsonaro que é aclamado por onde passa. Pesquisa vergonhosa!”, comentou o pastor, deixando implícito uma suspeita sobre a confiabilidade do levantamento.

Com margem de erro de dois pontos percentuais, o cenário da pesquisa com Lula candidato mostra um recuo de 6% na intenção de voto ao ex-presidente, com Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede) empatados em segundo lugar:

Lula (PT): 31%
Jair Bolsonaro (PSL): 15%
Marina Silva (Rede): 10%
Joaquim Barbosa (PSB): 8%
Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
Ciro Gomes (PDT): 5%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
Manuela D’Ávila (PC do B): 2%
Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
Rodrigo Maia (DEM): 1%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
Flávio Rocha (PRB): 1%
João Amoêdo (Novo): 0
Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
Guilherme Boulos (PSOL): 0
Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
Em branco / nulo / nenhum: 13%
Não sabe: 3%

O segundo cenário, com o presidente Michel Temer (MDB) concorrendo à reeleição, Lula perde mais um ponto na pesquisa, e Bolsonaro, dois:

Lula (PT): 30%
Jair Bolsonaro (PSL): 15%
Marina Silva (Rede): 10%
Joaquim Barbosa (PSB): 8%
Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
Ciro Gomes (PDT): 5%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
Manuela D’Ávila (PC do B): 1%
Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
Rodrigo Maia (DEM): 1%
Michel Temer (MDB): 1%
Flávio Rocha (PRB): 1%
Paulo Rabello de Castro (PSC): 1%
João Amoêdo (Novo): 0
Guilherme Boulos (PSOL): 0
Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
Em branco / nulo / nenhum: 14%
Não sabe: 2%

Um terceiro cenário, sem Lula e Temer, mostra um pequeno crescimento da candidatura do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB):

Jair Bolsonaro (PSL): 17%
Marina Silva (Rede): 15%
Ciro Gomes (PDT): 9%
Joaquim Barbosa (PSB): 9%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
Alvaro Dias (Podemos): 5%
Manuela D’Ávila (PC do B): 2%
Fernando Haddad (PT): 2%
Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
Rodrigo Maia (DEM): 1%
Flávio Rocha (PRB): 1%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
João Amoêdo (Novo): 1%
Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
Guilherme Boulos (PSOL): 0
Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
Em branco / nulo / nenhum: 23%
Não sabe: 3%

No desenho de um cenário para o segundo turno, com Lula candidato, o ex-presidente é apontado pelo Datafolha como o favorito para vencer as eleições de outubro:

Lula x Bolsonaro

Lula (PT): 48%
Jair Bolsonaro (PSL): 31%
Branco/nulo: 19%
Não sabe: 1%

Lula x Marina Silva

Lula (PT): 46%
Marina (Rede): 32%
Em branco/Nulo: 21%
Não sabe: 1%

Lula x Geraldo Alckmin

Lula (PT): 48%
Alckmin (PSDB): 27%
Em branco/Nulo: 23%
Não sabe: 1%

Fonte – Gospel +

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS