Em meio às tensões comerciais entre EUA e China, gigantes tecnológicos dos EUA escolhem Taiwan para investir

“Taiwan é conhecida como um centro de fabricação líder no mundo”, disse o CEO da Microsoft.

Em meio às crescentes tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China, três gigantes norte-americanos de alta tecnologia, Google, Microsoft e IBM, anunciaram recentemente seus planos para aumentar suas equipes em Taiwan e estabelecer centros de pesquisa no país insular nos próximos meses.

Taiwan tem um sistema político-econômico separado da China Continental e é considerado um país soberano, mas o regime de Pequim considera Taiwan como uma província dissidente que um dia se juntará à China Continental. Embora os Estados Unidos mantenham somente relações diplomáticas formais com a China, mantém laços de amizade com Taiwan. O governo norte-americano vendeu armas várias vezes a Taiwan com o propósito de garantir que a nação insular possa se defender.

Google anunciou em 21 de março que irá contratar 300 novos funcionários em Taiwan e treinar 5.000 alunos em programação de inteligência artificial (IA).

A Microsoft também anunciou, em janeiro, que irá investir 33 milhões de dólares na construção de um centro de pesquisa e desenvolvimento (I+D) em Taiwan e contratar 100 pessoas para o centro ao longo dos próximos dois anos. Esse número aumentará para 200 pessoas em cinco anos.

Usuários internacionais ouvem discurso em frente ao logotipo da Microsoft durante a feira de tecnologia Computex em Taipei, em 4 de junho de 2014 (Sam Yeh/AFP/Getty Images)
Usuários internacionais ouvem discurso em frente ao logotipo da Microsoft durante a feira de tecnologia Computex em Taipei, em 4 de junho de 2014 (Sam Yeh/AFP/Getty Images)

“Taiwan é conhecida como um centro de fabricação líder no mundo. Isto dá à ilha um ambiente adequado para avançar com a IA e expandir suas capacidades de I+D “, destacou Ken Sun, CEO da Microsoft Taiwan em um comunicado de imprensa. “Seu sistema educacional gerou grandes e notáveis talentos em matemática, engenharia e ciências.”

Enquanto isso, a gerente geral da IBM em Taiwan, Lisa Kao, afirmou no mês passado que sua empresa expandirá seu centro de pesquisa e desenvolvimento em Taiwan, com foco em inteligência artificial, tecnologia blockchain e computação na nuvem. Ela acrescentou que anteciparam 100 novas contratações em 2018 e que estão trabalhando em um novo laboratório de pesquisa na nuvem.

“Não nos surpreende que os gigantes da alta tecnologia dos Estados Unidos estejam recrutando talentos em Taiwan,” afirmou o membro do Partido Democrata Progressista de Taiwan, Kolas Yotaka, em uma entrevista. Ele comentou que o clima empresarial em Taiwan é muito mais favorável à indústria high-tech se comparado com a China Continental, onde reina o medo de roubo de propriedade intelectual e de transferência forçada da tecnologia. O fenômeno levou até mesmo os Estados Unidos a estabelecer tarifas punitivas sobre os produtos chineses de alta tecnologia como medida preventiva às políticas comerciais desleais do regime chinês.

Fonte – Epoch Times

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com