Trump diz que recebe agradecimentos de cristãos por mudar embaixada para Jerusalém

0
4

A mudança da embaixada dos Estados Unidos em Israel para Jerusalém, reconhecendo a cidade como capital do país, foi um ato de coragem política do presidente Donald Trump, e numa entrevista recente, ele afirmou que o gesto é mais apreciado pelos cristãos evangélicos do que pelos próprios judeus.

A entrevista, concedida a Mike Huckabee, ex-governador do Arkansas e ex pré-candidato à presidência pelo Partido Republicano nas eleições de 2008. “Eu recebo mais chamadas de agradecimento dos evangélicos — vejo isso no público e tudo mais — do que entre as pessoas judias. O povo judeu gosta disso, mas os evangélicos valorizam mais do que os judeus”, afirmou Trump.

A entrevista ao talk show da rede de TV TBN foi gravada na Casa Branca no dia 18 de junho, ainda sob a repercussão do acordo costurado por Trump com o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

Quando Trump fez a afirmação sobre Jerusalém, o apresentador – que é evangélico – comentou: “Não é surpresa, senhor presidente, porque os evangélicos são pessoas do Livro. Eles acreditam que você cumpriu uma promessa, um compromisso de 3 mil anos para reconhecer Jerusalém como a capital [de Israel]”.

Donald Trump agradeceu as manifestações de apoio por ter levado adiante mais uma de suas promessas de campanha: “Eu acho que é algo legal de se dizer, porque realmente afeta mais o povo judeu na teoria, mas como você disse, pessoas do Livro, pessoas da Bíblia. Mas os evangélicos realmente apreciam isso e isso me faz sentir bem”, acrescentou o presidente.

“Foi uma promessa de campanha, eu ia mantê-la”, disse Trump, repetindo o estilo adotado ao longo de décadas em seus negócios pessoais, que o tornaram bilionário.

Mike Huckabee compareceu à abertura da embaixada americana em Jerusalém, em maio, e Trump aproveitou para relembrar que não compreendia porque os presidentes norte-americanos não cumpriram a determinação do Congresso para que a mudança fosse feita, até que ele anunciou sua decisão e passou a receber dezenas de ligações de líderes mundiais pedindo que a mudança fosse cancelada, segundo informações do portal Times of Israel.

Fonte – Gospel Mais

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS