Trump revela carta de Kim pedindo ‘ações concretas’ para gerar confiança

O presidente americano, Donald Trump, divulgou nesta quinta-feira (12) uma carta “muito linda” de Kim Jong Un, em que o líder norte-coreano expressou seu otimismo sobre um “novo futuro” entre ambos os países e pediu “ações concretas” para gerar confiança.

“Uma nota muito linda do dirigente Kim da Coreia do Norte”, tuitou Trump com a cópia da mensagem, datada em 6 de julho, mesmo dia em que o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, chegou a Pyongyang para conversas que terminaram sendo difíceis com o governo de Kim.

“Se está fazendo um grande progresso!”, acrescentou Trump em seu conta no Twitter.

Na carta, Kim diz a Trump que está convencido de que os esforços para um “novo futuro” entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos certamente “darão bons frutos”, e se mostrou confiante de que a cúpula de Singapura, em que os dois participaram há um mês, tenha sido o início de “um processo significativo”.

“Agradeço profundamente os enérgicos e extraordinários esforços realizados por Vossa Excelência o Senhor Presidente para a melhora das relações entre os dois países e a implementação fiel da declaração conjunta”, escreveu Kim.

“Acho realmente que a firme vontade, os esforços sinceros e o enfoque único de minha pessoa e de Vossa Excelência o Senhor Presidente dirigidos a abrir um novo futuro entre a RPDC (República Popular Democrática de Coreia) e Estados Unidos certamente levarão a um bom porto”, acrescentou.

O líder norte-coreano também expressou sua esperança de que “a invariável confiança e convicção em Vossa Excelência o Senhor Presidente se fortaleça ainda mais no processo futuro de tomar ações concretas”.

Pompeo viajou para Pyongyang na semana passada, em uma tentativa de avançar nos compromissos de desnuclearização assumidos durante a cúpula histórica entre Trump e Kim em 12 de junho em Singapura.

Embora a Coreia do Norte tenha afirmado estar disposta a se desnuclearizar, vê isso como um longo processo de desarmamento multilateral em toda a península da Coreia, e não como um desmantelamento unilateral de seu arsenal nuclear.

Em declarações posteriores em Tóquio, Pompeo insistiu no avanço das negociações e disse que elas são feitas de “boa fé”.

Em marcado contraste, Pyongyang advertiu que o futuro do processo estava em risco pelas excessivas demandas americanas.

Washington espera que o processo de desnuclearização seja ativado neste ano.

Muitos especialistas críticos ao presidente Trump consideram que a promessa do dirigente norte-coreano durante a cúpula não é confiável e que o processo pode levar anos.

Fonte – AFP

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com