MTST entra em choque com PMs em ato contra Jair Messias Bolsonaro

0
11

Em ato liderado por Guilherme Boulos, na Avenida Paulista, um extremista foi preso após conflito com a PM.

A manifestação contra o presidente eleito Jair Bolsonaro, em São Paulo, terminou em conflito com a PM no centro da capital paulista, na noite desta terça-feira (30).

O ato foi organizado pelos grupos de extrema-esquerda “O Povo Sem Medo” e Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST). Centrais sindicais também participaram do ato contra o resultado democrático das urnas.

Convocado pelas redes sociais, o protesto se iniciou na Avenida Paulista com centenas de pessoas unidas no vão do MASP.

Quando os manifestantes começaram a se dispersar, já por volta das 22h30, um grupo atirou pedras e garrafas em direção à Polícia Militar, que respondeu com bombas de efeito moral e balas de borracha. Segundo a revista VEJA, um manifestante foi detido.

O líder extremista do MTST, Guilherme Boulos, subiu no trio elétrico e foi recebido com o grito de “Oh Bolsonaro, presta atenção, a sua casa vai virar ocupação” pelos militantes.

Confira o vídeo:

Fonte – Renova Mídia / VEJA

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS