EUA saúdam Bolsonaro por confrontar ‘tiranos’ de Cuba, Nicarágua e Venezuela

0
348

Casa Branca saudou Bolsonaro por “defender a soberania brasileira” diante de práticas comerciais “predatórias” chinesas e por “lutar para viver em liberdade”, em oposição a países como Venezuela, Cuba e Nicarágua.

O Departamento de Estado norte-americano divulgou um comunicado sobre a vinda do chanceler americano, Mike Pompeo, para a posse de Bolsonaro no dia 1º de janeiro.

“Nós aplaudimos o presidente eleito Jair Bolsonaro por defender a soberania brasileira diante das práticas comerciais e de crédito predatórias chinesas”, disse um trecho do texto.

O comunicado, segundo “O Globo“, também diz que os Estados Unidos vão “trabalhar com o Brasil para apoiar os povos de Venezuela, Cuba e Nicarágua, que estão lutando para viver em liberdade contra regimes repressivos. Nós exaltamos o compromisso do presidente eleito Bolsonaro de se opor a tiranos”.

Além de assistir à posse de Bolsonaro, o chanceler dos EUA, Mike Pompeo, vai se reunir com o presidente eleito e o futuro chanceler Ernesto Araújoconforme noticiou a RENOVA.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS