Posse de Bolsonaro poderá contar com mísseis para abate de aeronaves

0
153

O espaço aéreo do Distrito Federal terá severas restrições durante a posse de Bolsonaro, em 1º de janeiro de 2019.

A Força Aérea Brasileira vai delimitar áreas de exclusão no céu de Brasília, com três níveis de restrição a partir da Praça dos Três Poderes. Num raio de 7,4 km ao redor da praça, o sobrevoo será proibido, a não ser para um helicóptero da EBC e um drone da FAB, registra “Antagonista“.

O presidente Michel Temer pode assinar nos últimos dias de seu governo um decreto autorizando o uso de mísseis para abate de aeronaves que invadirem o espaço aéreo delimitado como área de segurança durante a posse presidencial de Jair Bolsonaro.

O pedido, segundo militares, foi feito pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Além do GSI, a Casa Civil também estaria participando das negociações para edição do decreto, registra o “EXTRA“.

Embora ainda não tenham sido oficialmente autorizados, o Exército e a Força Aérea Brasileira (FAB) já estão preparados para executar a operação, que contará com cerca de 130 militares.

A apresentação das tropas e do armamento para essa operação está prevista para ocorrer nesta sexta-feira (28), em Brasília.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS