Bolsonaro e Guaidó apontam culpa do PT no colapso da Venezuela

0
99

Ao lado de representantes da oposição venezuelana, Bolsonaro afirmou que o Brasil é parcialmente responsável pelo colapso social da Venezuela.

Um grupo de lideranças da oposição venezuelana visitou o Brasil nesta quinta-feira (17) para conversar com o presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, e com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, no Itamaraty.

Em vídeo publicado nas redes sociais da Presidência após um intenso dia de reuniões, Bolsonaro disse que o novo governo brasileiro vai liderar um frente internacional pela restauração da democracia na Venezuela.

Apesar da nova proposta geopolítica do Brasil, Bolsonaro lamentou o antigo posicionamento dos ex-presidentes do PT, Lula da Silva Dilma Rousseff, que apoiaram o chavismo.

Segundo o presidente brasileiro, a contribuição dos líderes petistas com o colapso social da Venezuela causa um profundo constrangimento.

Ao lado do presidente do Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela (TSJ) no exílio, Miguel Ángel Martin, do argentino Gustavo Cinosi, representante da OEA, Bolsonaro declarou:

“Sabemos como esse desgoverno [de Nicolás Maduro] chegou ao poder, inclusive com a ajuda de presidentes que o Brasil já teve, como Lula e como Dilma, e isso nos torna responsáveis pela situação em que vocês se encontram, em parte.”

Quem concorda com este pensamento é o líder da Assembleia Nacional da Venezuela e autodeclarado presidente interino, Juan Guaidó.

Em entrevista publicada pelo jornal “O Globo“, nesta quinta-feira (17), Guaidó celebrou o apoio do governo Bolsonaro e também criticou a aliança entre os esquerdistas Lula Hugo Chávez:

“Historicamente, somos países aliados, sempre fomos. Claro que em nossa História recente essa aliança foi desastrosa. A parceria entre Chávez e Lula levou a escândalos como o da Odebrecht, obras paralisadas, corrupção, enfim, todos já sabemos de tudo isso.”

O líder venezuelano, no entanto, enxerga a parceria com o governo do presidente Jair Bolsonaro com bons olhos:

“Mas nossa relação precisa evoluir em matéria de cooperação e luta pela democracia. O governo Bolsonaro tem nos dado um apoio muito sólido, mesmo antes da posse. Sua chegada ao poder foi uma boa notícia, num marco de respeito pela democracia e direitos humanos fundamentais.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS