Chanceler do Brasil classifica Maduro como ex-presidente da Venezuela

0
30

O chefe do Itamaraty destacou o apelo do Tribunal Superior de Justiça da Venezuela ao povo e às Forças Armadas.

Em mensagem publicada na redes social Twitter na manhã desta terça-feira (22), o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, publicou um apelo do Tribunal Superior de Justiça da Venezuela para que o povo e as Forças Armadas venezuelanas “não mais reconheçam a autoridade do ex-presidente Nicolás Maduro“.

O chanceler ainda reforçou a posição do governo do Brasil sobre a Assembleia Nacional (AN) ser a autoridade legítima no comando da Venezuela, ignorando a posse de Maduro para seu segundo “mandato presidencial”.

O presidente do órgão controlado pela oposição, mas desprovido de poderes, deputado Juan Guaidó, convocou protestos nesta quarta-feira (23) por todo país, tendo recebido apoio do vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Penceconforme noticiou a RENOVA.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS