Internautas querem a investigação de Jean Wyllys no caso de Adélio Bispo

0
815

A hashtag #InvestigarJeanWillis é o assunto mais comentado do Twitter brasileiro na manhã desta sexta-feira (25).

A maior parte dos tuítes circulando com a hashtag #InvestigarJeanWillis procura entender a relação entre o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e o extremista Adélio Bispo, que tentou matar o então candidato Jair Bolsonaro com uma facada.

Antes de tentar tirar a vida do atual presidente da República, Adelio foi filiado ao PSOL durante alguns anos, o que vem levantando suspeitas desde o dia 6 de setembro, quando o atentado foi perpetrado na cidade de Juiz de Fora, interior de Minas Gerais.

Outro sinal que levanta questionamentos é o fato de o nome de Adélio Bispo ter sido encontrado no livro de presença da Câmara dos Deputados no dia 6 de agosto de 2013. Até agora não foi revelado qual gabinete o autor confesso do esfaqueamento de Bolsonaro visitou naquela ocasião, conforme noticiou o portal “R7“.

Os internautas estão achando estranho o fato do ex-participante de reality show Jean Wyllys abandonar o seu terceiro mandato como deputado federal e anunciar sua mudança para fora do Brasil de forma tão repentina, conforme noticiou a RENOVA.

Apesar de até o momento não existir nenhuma evidência conectando Jean Wyllys com o extremista Adélio Bispo, muitos internautas estão se questionando sobre os reais motivos das atitudes recentes tomadas pelo ex-BBB.

O cantor Lobão é um dos que estão pedindo uma investigação melhor sobre a situação.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS