OAB não quer financiador da defesa de Adélio Bispo revelado

0
300

OAB-MG está tentando impedir que o advogado do esfaqueador de Jair Bolsonaro seja obrigado a revelar a identidade do seu financiador.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Minas Gerais entrou com mandado de segurança para que o advogado Zanone Manuel de Oliveira não seja obrigado a informar quem pagou seus honorários, informa o “Yahoo“.

A Polícia Federal (PF) prorrogou o inquérito que procura possíveis financiadores por trás da ação envolvendo o extremista de esquerda Adélio Bispo, que acertou uma facada no então candidato Jair Bolsonaro em comício no interior de Minas Gerais durante a última campanha eleitoral.

A OAB-MG diz que foi surpreendida por mandados de busca e apreensão no escritório de Zanone na cidade mineira no último dia 21 de dezembro, conforme noticiou a RENOVA.

O ex-membro do PSOL, Adélio Bispo, esfaqueou Jair Bolsonaro no último dia 6 de setembro durante ato de campanha na cidade de Juiz de Fora.

O então presidenciável ficou 23 dias internado e recebeu alta ainda antes do primeiro turno das eleições que o elegeram presidente.


CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS