200 anos de prisão contra líderes de protestos na Nicarágua

0
0

Nicarágua impôs nesta segunda-feira (18) sentenças de mais de 200 anos de prisão contra organizadores de protestos.

A Justiça da Nicarágua condenou os líderes opositores Medardo Mairena Pedro Mena pela participação, no ano passado, de protestos contra o regime de Daniel Ortega.

A sentença foi proferida pelo juiz Edgard Altamirano. Ambos foram condenados por “terrorismo” por organizar os protestos no ano passado.

Os dois opositores foram transferidos nesta segunda-feira (18) da prisão ao tribunal em Manágua para ouvir as sentenças sem aviso prévio dos advogados.

A repressão aos protestos deixou mais de 300 mortos, além de 750 detidos, acusados de “terrorismo” e outros.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS