Brasil abandona reunião da ONU em protesto contra Maduro

0
495

Na manhã desta quarta-feira (27), a delegação do Brasil abandonou a reunião das Nações Unidas no momento em que o chanceler da Venezuela discursava.

Em um ato de protesto, BrasilIsraelAustrália e alguns países do continente europeu abandonaram a sala de conferências da ONU nesta quarta-feira (27).

A iniciativa foi a maneira encontrada pelo Ministério da Relações Exteriores para deixar claro que não reconhece a ditadura de Nicolás Maduro.

O boicote à Venezuela ocorreu quando o chanceler chavista, Jorge Arreaza, subiu ao púlpito da ONU, em Genebra, naSuíça.

Enquanto a embaixadora do Brasil na ONU, Maria Nazareth Farani Azevedo, saia da sala, funcionários próximos ao regime Maduro criticaram o grupo. “Fascistas, fascistas”, declarou um deles, como registrou o UOL.

Após seu discurso, o chanceler da Venezuela criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro:

“Queremos o povo do Brasil e acredito que é o Brasil que precisa se libertar do neoliberalismo e das imposições. Estamos à disposição do povo brasileiro para que libere do pior.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS