Donald Trump critica o socialismo da ditadura Maduro

0
0

Em comício realizado em Miami nesta segunda-feira (18), Trump pediu que os integrantes da ditadura Maduro deem fim ao “pesadelo político”.

Donald Trump afirmou nesta segunda-feira (18) que os Estados Unidos buscam uma “transição pacífica” de poder na Venezuela, mas ressaltou que todas as opções estão sobre a mesa.

Durante o comício na Flórida na noite de ontem, Trump atacou o socialismo da Venezuela, de Cuba e da Nicarágua.

O presidente norte-americano se referiu ao ditador Nicolás Maduro como um “fantoche” de Havana e disse que o chavista “deu petróleo para Cuba em troca de uma política de Estado direto de Havana e de proteção para ele”.

Na avaliação do chefe da Casa Branca, os EUA nunca serão um país socialista, “apesar de alguns defenderem essa prática”. Em discurso no Congresso na semana passada, Trump havia falado algo bastante semelhante.

Trump também afirmou que o socialismo “é uma triste ideologia que dá espaço à tirania, sempre volta aos capítulos obscuros do passado, só entrega ódio em vez de unidade e se trata do poder para a classe dominante”.

O presidente dos Estados Unidos também afirmou que é por isso que o socialismo está “morrendo” na Venezuela e no Hemisfério Ocidental, enquanto “liberdade, prosperidade e democracia estão renascendo”, registra o jornal Metrópoles.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS