Escolas da França vão substituir termos ‘pai’ e ‘mãe’

0
2

As palavras “pai” e “mãe” deverão ser substituídas por “genitor 1” e “genitor 2” em formulários de escolas da França.

A alteração era discutida desde 2013 e agora ficou estipulada em uma lei aprovada recentemente na Assembleia Nacional Francesa.

A justificativa dos parlamentares é de que os termos tradicionais podem ser considerados ofensivos por famílias comandadas por um casal do mesmo sexo.

“Essa alteração legal visa enraizar a diversidade das famílias das crianças nos formulários administrativos apresentados nas escolas”, afirmou a parlamentar Valérie Petit, do mesmo partido do presidente francês Emmanuel Macron.

Críticos da medida afirmam que os novos termos desumanizam a maternidade e a paternidade, e que ela poderia levar a discussões sobre quem vai ser considerado o “genitor 1”, informa a Gazeta do Povo.

O deputado Fabien Di Filippo, do partido Les Républicains, disse que a França está diante de uma “ideologia assustadora”, que promoveria das crianças a remoção de pontos de referência, inclusive no tocante à família.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS