EUA alertam que Hezbollah está ativo na Venezuela

    0
    34

    Ignorando a pressão internacional, o regime islâmico do Irã e o Hezbollah expressaram seu apoio ao ditador venezuelano Nicolás Maduro.

    O chanceler norte-americano Mike Pompeo afirmou que o grupo terrorista Hezbollah atua na Venezuela e que os Estados Unidos têm a “obrigação” de reduzir o risco de segurança regional que representa.

    Em entrevista à Fox Business na quarta-feira (6), Pompeo disse que a questão será discutida na semana que vem na conferência de ministros em Varsóvia sobre o Oriente Médio

    Questionado se os EUA estão preocupados com a possibilidade de a Venezuela receber atores ligados ao terrorismo islâmico radical, Pompeo disse que o Hezbollah opera no país e isso representa um risco:

    “As pessoas não reconhecem que o Hezbollah tem células ativas, os iranianos estão afetando o povo da Venezuela e toda a América do Sul e temos a obrigação de reduzir esse risco para os Estados Unidos e parte do que falaremos na próxima semana em Varsóvia é como fazemos América do Sul e em todo o mundo.”

    O presidente iraniano, Hasan Rohani, denunciou na quarta-feira a ingerência dos Estados Unidos na crise da Venezuela.

    A relação de parceria entre Venezuela, Irã e Hezbollah não é novidade para os leitores da RENOVA pois ao longo dos últimos meses estamos cobrindo esta aliança.

    Inclusive, dias atrás, publicamos uma matéria explicando os motivos que fazem da ditadura Maduro o centro do terrorismo islâmico na América Latina.

    CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

    COMENTÁRIOS