EUA condenam assassinatos de indígenas por tropas de Maduro

0
79

A administração do presidente Trump condenou o assassinato de uma indígena venezuelana por tropas leias ao ditador Maduro.

Soldados das Forças Armadas da Venezuela abriram fogo contra um grupo de civis e indígenas que tentava manter aberto um trecho da fronteira com o Brasil para entrega de ajuda humanitária.

Cerca de 15 venezuelanos ficaram feridos e 2 pessoas morreram no ataque praticado por militares perto da comunidade indígena de Kumarakapay.

Os venezuelanos Rolando Garcia Zorayda Rodriguez não resistiram aos ferimentos, segundo informações do deputado opositor venezuelano Americo De Grazia.

De acordo com o jornal Washington Post, uma porta-voz do Departamento de Estado norte-americano denunciou o ataque:

“Os Estados Unidos condenam os assassinatos, os ataques e as centenas de detenções arbitrárias que ocorreram na Venezuela. Estamos ao lado das famílias das vítimas exigindo justiça e responsabilidade.”

Em mensagem publicada no microblog Twitter, o presidente interino Juan Guaidó também condenou o ataque contra indígenas:

“Na comunidade de Kumarakapay, dois soldados atiraram contra os [indígenas] Pemones que estavam em um posto de controle. Nossa solidariedade está com eles. Não ficará impune.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS