EUA e Guaidó elevam pressão contra militares da Venezuela

0
2

Guaidó e Trump elevaram a pressão para que as Forças Armadas da Venezuela permitam a entrada da ajuda humanitária.

Donald Trump incentivou nesta segunda-feira (18) os militares da Venezuela a aceitarem a anistia oferecida pelo presidente interino Juan Guaidó, caso contrário “perderão tudo”.

Durante encontro com a comunidade venezuelana em Miami, na Flórida, o presidente dos Estados Unidos afirmou:

“Hoje tenho uma mensagem para todos os funcionários [públicos] que estão ajudando a manter Maduro no cargo. Os olhos do mundo estão sobre vocês.”

E, segundo a revista ISTOÉ, acrescentou:

“Podem escolher entre aceitar a generosa oferta de anistia do presidente Guaidó e viver sua vida em paz com suas famílias e seus compatriotas, ou podem eleger o segundo caminho: continuar apoiando Maduro. Se elegerem este caminho, não encontrarão um refúgio, não haverá uma saída fácil. Perderão tudo.”

Enquanto isso, o líder opositor venezuelano Juan Guaidó exigiu, também nesta segunda-feira (18), aos militares que deixem entrar no país no próximo sábado (23) a ajuda humanitária.

Guaidó afirmou:

“A ordem está dada. De novo, senhores da Força Armada: permitam que entre a ajuda humanitária, têm a oportunidade de se colocar ao lado da Constituição, das necessidades do povo.”

E, segundo o jornal Correio Braziliense, acrescentou:

“Em 23 de fevereiro, a ajuda humanitária de um jeito ou de outro vai entrar na Venezuela e em todos os cantos do país vamos nos mobilizar. As brigadas irão em caravana, enquanto haverá protestos (…). Não será através do medo que vão nos deter.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS