EUA pressionam UE a reconhecer presidente interino da Venezuela

0
18

Maduro pediu aos líderes militares a criação de um “plano especial de implantação permanente” das Forças Armadas para “defender a nação”.

Em pronunciamento, o ditador Nicolás Maduro afirmou na sexta-feira (15) que Estados Unidos Colômbia estão traçando “planos de guerra” contra a Venezuela.

Maduro declarou:

“Vamos fazer um plano especial para a implantação permanente e adequação de força. Peço progressivamente, um plano para manter mobilizada a Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) em defesa da nação.”

De acordo com o Estadão, o ditador não especificou detalhes sobre a operação do plano, mas ressaltou que a mobilização deverá contar com os “tanques da República, os mísseis da República, os soldados da República”, e que devem chegar a todo território venezuelano.

Ainda na sexta-feira, o departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou sanções contra cinco funcionários da inteligência e segurança próximos a Maduro.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS