Milhares de jihadistas estrangeiros do Estado Islâmico capturados na Síria

0
0

As Forças Democráticas da Síria (FSD), uma aliança armada curdo-árabe, conseguiram capturar mais de 1.300 jihadistas estrangeiros do grupo Estado Islâmico (EI) que fugiram dos seus últimos redutos na Síria.

Em entrevista à agência EFE, um porta-voz das forças curdas, Mustafa Bali, afirmou:

“Temos em nossa posse mais de 1.300 combatentes do EI detidos que foram capturados durante os combates, quando se renderam ou em suas tentativas de fugir das áreas controladas pelas nossas forças.”

O conceito de “estrangeiro” se refere a todas as nacionalidades, exceto a de sírios e iraquianos, pois a grande maioria dos jihadistas do Estado Islâmico nessa região procedem destes dois países.

O porta-voz da FDS afirmou que a existência destes detidos representa “uma carga” para suas unidades no norte da Síria, por isso exigiu aos “países de origem” dos jihadistas que se encarreguem da repatriação dos seus cidadãos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pressionou recentemente seus aliados da Europa para que resolvam com urgência a situação de mais de 800 jihadistas capturados na Síriacomo noticiou a RENOVA.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS