Nicolás Maduro tenta manter militares sob seu cabresto com promessas

0
15

Maduro está sofrendo uma intensa pressão da comunidade internacional e da oposição, que tentam fazer as Forças Armadas romperem com o chavismo.

O ditador Nicolás Maduro recorre a demonstrações de força e promessas de mais recursos para os militares para assegurar o apoio dos generais na Venezuela.

No último domingo (10), Maduro assistiu a exercícios militares no estado de Miranda e prometeu “fazer o que for necessário” para dar aos militares equipamento bélico de última geração, especialmente sistemas de defesa antiaérea.

“Faremos nossa pátria inexpugnável pelo ar. Por terra, eles não se meterão com os soldados de Bolívar”, exclamou Maduro, segundo o Estadão.

A oposição, liderada pelo presidente interino Juan Guaidó, aposta na anistia a militares e na entrega de ajuda humanitária na fronteira para provocar cisões nas Forças Armadas.

Até o presente momento, apenas um general, um coronel e um adido militar romperam com Maduro. Um número irrisório, visto que a Venezuela tem mais de 2 mil generais.

O governo dos Estados Unidos, por sua vez, acreditam que as deserções em massa ainda virão.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS