Sérgio Moro diz que imprensa interpretou errado fala sobre caixa dois

0
25

Sérgio Moro está em Paris para uma reunião do reunião do Grupo de Ação Financeira (GAFI), organismo de combate a crimes contra o sistema financeiro.

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, negou nesta quinta-feira (21) que exista contradição entre suas falas como ministro e como juiz a respeito da gravidade da prática de caixa dois.

Moro ressaltou que houve “má interpretação” da imprensa sobre suas declarações.

Segundo a Folha, o ministro afirmou:

“Houve uma má interpretação da imprensa. O que eu disse no passado foi que, quando o dinheiro da propina era dirigido ao financiamento ilegal de campanha, era pior do que [quando gera] enriquecimento ilícito. Caixa dois não é corrupção, é outro crime. Corrupção pressupõe contrapartida. Ambos são graves, e o governo toma posição firme em relação aos dois, diferentemente de qualquer outro [antes].”

Moro voltou a afirmar que a compartimentação do pacote atendeu a pedidos do mundo político, sem especificar sua origem exata:

“São diversas solicitações, sem voz específica. O que importa é o governo trabalhando para aprovar medidas eficazes contra corrupção, crime organizado e crime violento. Dentre elas, encontra-se a criminalização do caixa dois. O resto é conversa.”

O projeto anticrime elaborado pelo por Sérgio Moro foi enviado ao Congresso Nacional na última terça-feira (19). O projeto recebeu um amplo apoio das redes sociais, como noticiou a RENOVA.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS