José de Abreu é processado pelo Hospital Albert Einstein

0
0

A Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein entrou com uma ação contra o ator José de Abreu.

Em janeiro, o artista José de Abreu, da Rede Globo, publicou em sua conta na rede social Twitter uma mensagem que fazia menção ao hospital paulistano.

Abreu escreveu:

“Teremos um governo repressor, cuja eleição foi decidida numa facada elaborada pelo Mossad, com apoio do Hospital Albert Einstein, comprovada pela vinda do PM israelense, o matador e corrupto Bibi. A união entre a igreja evangélica e o governo israelense vai dar merda.”

O ator afirmou que a facada da qual foi vítima o presidente Jair Bolsonaro em setembro, foi um plano elaborado pelo “Mossad”, o serviço secreto israelense, com apoio do Hospital Albert Einstein”.

Em resposta, a instituição entrou com uma ação de indenização por danos morais no valor de R$ 100 mil, de acordo com a coluna de Ricardo Feltrin, no UOL.

Além disso, o ator foi acusado de difamação, ofensa e antissemitismo.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS