Juan Guaidó ignora ameaças e confirma retorno à Venezuela

0
9

Apesar das ameaças de prisão por parte da ditadura de Nicolás Maduro, o presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, afirmou que retornará para a Venezuela até a próxima segunda-feira (4).

Após encontro com o presidente Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira (28), o líder opositor Juan Guaidó confirmou que de Brasília seguirá para Assunção, no Paraguai.

Durante entrevista coletiva, Guaidó declarou:

“Claro que há um risco, inclusive de vida, no exercício da política na Venezuela, mas também temos um dever. Resolvemos entregar nossa vida ao serviço de um país.”

E, segundo a agência EBC, acrescentou:

“Como sabem, eu recebi ameaças pessoais e familiares e também ameaças de encarceramento por parte do regime de [Nicolás] Maduro. Nosso retorno a Venezuela será neste fim-de-semana, ou, no mais tardar, na segunda-feira.”

Antes da entrevista coletiva, Guaidó sintetizou seu sentimento e determinação por levar adiante a luta pelo resgate de “valores democráticos” no seu país:

“Não vamos permitir nunca mais que um grupo se apodere da verdade ou dos recursos de um povo. Não se pode utilizar da palavra ‘povo’ para se aproveitar, mas para criar prosperidade, liberdade e bem-estar.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS