Editora Abril reitera pedido ao STF para entrevistar esfaqueador de Bolsonaro

0
2

A editora Abril retirou pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para entrevistar Adélio Bispo.

A permissão do STF para que o presidiário Lula da Silva (PT) fosse entrevistado pelos jornais Folha de S. Paulo e El País repercutiu no caso do atentado contra o presidente Jair Bolsonaro.

A editora Abril reiterou nesta segunda-feira (29) ao Supremo um pedido para entrevistar Adélio Bispo de Oliveira, responsável por dar uma facada em Bolsonaro durante comício em Juiz de Fora, interior de Minas Gerais, no dia 6 de setembro de 2018.

O ministro Gilmar Mendes já negou o pedido uma vez, mas a editora entende que a decisão do presidente da Corte, Dias Toffoli, na semana passada gerou um “importante precedente”.

“Constitui inequívoco ato de censura prévia e afronta aos termos da ADPF 130 [ação na qual foi derrubada a Lei de Imprensa], a proibição de entrevista com presos”, afirma a editora.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS