Eduardo Bolsonaro não vê Mourão tentando derrubar seu pai

0
0

Nos últimos dias começou a circular uma teoria nas redes sociais de que Mourão seria o “Michel Temer de Jair Bolsonaro”.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) não concorda com a narrativa de que o vice-presidente Hamilton Mourão estaria se apresentado como uma alternativa de poder ao presidente Jair Bolsonaro.

Questionado pelo jornal BuzzFeed News sobre a comparação entre Mourão e o ex-presidente Michel Temer, Eduardo rebateu:

“Não vejo muito essa semelhança, não. Não concordo com essa afirmação.”

O deputado do PSL, que também preside a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara, acrescentou:

“As declarações que ele está dando… por exemplo, a base toda que elegeu Jair Bolsonaro eu acredito que vê, de certa forma… [Essa base] é desagradada através de declarações que vão contra as declarações do presidente. Então, na verdade eu não vejo aliança, essa intenção [de Mourão tentar tomar a cadeira de Bolsonaro].”

As declarações de Eduardo foram dadas em meio às críticas que seu irmão, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), tem feito ao vice-presidente nas redes sociais.

Nesta quarta-feira (24), o próprio Eduardo, como noticiou a RENOVA, criticou os posicionamentos recentes do general da reserva:

“Acho que tanto Olavo quanto Carlos estão apenas reagindo a isso tudo que salta aos olhos. Poxa, o general Mourão chegou a curtir um post da Sheherazade em que ela mete o pau no Jair Bolsonaro. Isso daí não é conduta de vice.”

Ainda durante a conversa com o BuzzFeed News, o deputado ressaltou ainda outro aspecto que diferenciaria Mourão de Temer:

“Quando o Temer virou presidente não foi mérito dele, foi um desgaste da Dilma e que culminou com as pedaladas, foi feita uma análise aqui no Congresso que por bem decidiu fazer o impeachment. Até onde eu sei o Jair Bolsonaro não cometeu nenhum crime de responsabilidade e eu não vejo dessa maneira, não.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS