Vaticano recebe pela primeira vez delegação de coletivo LGBT

0
2

Apesar de não terem sido recebidos pelo papa, a delegação LGBT considerou que o encontro foi propiciado pelo próprio Francisco.

Vaticano abriu suas portas na última sexta-feira (5) pela primeira vez para uma delegação do coletivo LGBT.

Representantes de associações de defesa dos direitos da comunidade LGBT também participaram do encontro, que foi qualificado pelos ativistas como “histórico” e “um primeiro passo”.

O objetivo da reunião era apresentar ao Vaticano os resultados preliminares de uma pesquisa conduzida nos países da região do Caribe, em dez dos quais a homossexualidade ainda é criminalizada.

Os ativistas pediram para a Igreja Católica se posicionar de maneira contundente contra essas leis.

A delegação pediu que a Igreja Católica declare que a criminalização do coletivo LGBT é “uma manifestação do ódio irracional, por isso é diferente” e uma “afronta intolerável à dignidade humana”, registrou a agência EFE.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS