Bolsonaro preside reunião informal dos BRICS no Japão

0
0

Bolsonaro conclamou os países do BRICS a demonstrarem a capacidade de enfrentar “momentos difíceis e desafiadores” como o atual.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, presidiu, nesta sexta-feira (28), uma reunião informal dos líderes dos BRICS — China, Índia, Rússia e África do Sul —, à margem cúpula do G-20, em Osaka, no Japão.

O presidente da China, Xi Jinping, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, e o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, participaram do encontro.

Durante a reunião, segundo O Globo, Bolsonaro reafirmou o apoio do Brasil ao sistema multilateral de comércio e criticou práticas econômicas protecionistas:

“A persistência de correntes protecionistas e de práticas econômicas desleais é fonte de tensões comerciais e põe em risco a estabilidade das regras internacionais de comércio.”

De acordo com o site Sputnik, o chefe do Executivo também defendeu uma ação conjunta do BRICS contra a crise na Venezuela:

“Acho que posso esperar a cooperação de todas as pessoas que estão sentadas nesta mesa e espero que juntos possamos ajudar a resolver a crise na Venezuela.”

O presidente brasileiro também afirmou aos parceiros que seu governo está abrindo o mercado de gás natural, com o objetivo de promover a concorrência e aumentar a oferta de energia barata para as famílias e para as indústrias.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS