Maduro segue prendendo oposicionistas na Venezuela

0
0

A comissão de Defesa da Assembleia Nacional, o único poder nas mãos da oposição, informou que 198 militares estão presos com base na acusação de traição à pátria e conspiração.

Treze pessoas foram presas na Venezuela, inclusive um general das Forças Armadas, por um fracassado plano de “golpe de Estado”, informou, nesta quinta-feira (27), o ministro de Comunicação e Informação, Jorge Rodríguez.

Os detidos estão vinculados ao movimento ao presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, reconhecido por mais de 50 nações com o presidente legítimo daVenezuela.

“Qual foi a consequência das ações criminosas desses golpistas? A prisão”, disse Rodríguez em declaração à emissora estatal VTV, na qual apresentou os nomes dos 13 detidos.

Pelo menos 12 militares e civis ainda são procurados por envolvimento na tentativa de golpe, acrescentou Rodríguez.

Ele não incluiu Guaidó entre os participantes da ação, mas citou que líder da oposição estaria por trás da tentativa. O presidente interino rebateu as acusações ao defini-las como ”novela”, informa a revista Veja.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS